close

Setrans apoia

Setrans

Notícias

Abc EmpresarialEventosNotícias

SETRANS promove palestra no Dia Nacional do Transportador de Cargas 

DSC_0016

No Programa Ação ABC Empresarial realizado pelo SETRANS, na segunda-feira (17/9), empresários e executivos das empresas de transportes comemoraram o Dia Nacional do Transportador Rodoviário de Cargas.

Empresários e executivos de empresas de transporte na palestra do ABC Empresarial

Na importante data para o setor, o presidente da Associação Nacional de Fabricantes Automotores (Anfavea), Antonio Carlos Botelho Megale falou sobre Os Desafios da Indústria Automobilística.

No início de sua apresentação, Megale apresentou o cenário da indústria automobilística, com dados da produção e vendas desde o ano 2000.

“Em 2017 iniciou-se a recuperação do setor de transportes, puxada por recordes de safra agrícola; retorno das expectativas do empresário industrial para níveis de otimismo recuperação da indústria e do comércio, com aumento do fluxo de transporte”, disse.

Neste ano os números estão superando as projeções, disse Megale. De janeiro a agosto o crescimento foi de 14,9% nas vendas e 12,8% na produção total de veículos, na comparação com o mesmo período de 2017. No segmento de veículos pesados o número foi bem maior: 49,5% nas vendas e 31,7% na produção.

Megale apontou dois grandes desafios para a indústria automobilística: redução dos gases do efeito estufa; e mobilidade, compartilhamento e segurança no trânsito.

“A direção autônoma caminha rapidamente. Já existem veículos classificados no terceiro nível em uma escala de cinco. Algumas localidades no mundo já testam as tecnologias nas ruas e estradas”. No Brasil caminhões autônomos já foram comercializados em operações controladas, para colheita de safras.

Os possíveis caminhos para o Brasil como alternativa ao diesel foram avaliados, por Megale. Ele disse que os biocombustíveis (etanol e biodiesel) têm solução de curto prazo, com opção de menor custo, com infraestrutura para distribuição e utiliza as potencialidades do País

No caso da eletrificação, avaliou que é uma solução de médio a longo prazo com maior custo, infraestrutura a ser criada, além de precisar buscar a tecnologia com desafios ambientais.

“Já tivemos conquistas importantes. A Rota 2030 permitirá o desenvolvimento de novas tecnologias, que considerem também os biocombustíveis”, concluiu.

O diretor do SETRANS, Fabio Brigidio, parabenizou os empresários pelo Dia Nacional do Transportador Rodoviário de Cargas.  “Temos discutido muito sobre a legislação do piso mínimo do frete. A fiscalização está sendo feita e os infratores estão recebendo multas elevadas”, disse.

Participaram do evento o secretário de Desenvolvimento Econômico de São Bernardo do Campo, Hiroyuki Minami, o presidente da Associação dos Caminhoneiros, José Araújo China, e executivos de empresas parceiras do SETRANS.

Antonio Megale, presidente da Anfavea, no ABC Empresarial do SETRANS

Iveco

O especialista em produção da Iveco, João Gomes, falou de dois produtos da montadora.  O Iveco Tector Auto-Shift, informou Gomes, oferece um câmbio automatizado de 10 velocidades. O veículo foi projetado para maximizar a operação e diminuir erros na condução que possam ocasionar custos adicionais com combustível ou com o desgaste prematuro de componentes, além de proporcionar todo conforto operacional. “Os modelos Auto-Shift atendem desde entregas comerciais menores até operações fora de estrada”, informou.

Gomes também falou da linha Daily City que tem versões de veículos urbanos de carga e configurações de furgões e chassis com cabine simples e dupla. “Alguns modelos podem ser dirigidos com habilitação categoria B”, disse.

João Gomes, especialista em produção da Iveco

Parceria

O Programa Ação ABC Empresarial tem o apoio e parceria das seguintes empresas: Man Latin America; Iveco Latin America; SNS Serviços; DSS Informática; Guia do Transportador, Mercedes-Benz, Trade Vale Corretora de Seguros, Sighra Tecnologia em Rastreamento e Scania/Codema.

Mais informações e confirmação de presença: e-mail administracao@setrans.com.br ; telefone (11) 4330-4800.

Fonte: SETRANS – 18/09/2018

Fotos: Realce 

Antonio Megale, presidente da Anfavea, Sadao Hayashi, coordenador do Centro de Empreendedorismo e Inovação Tecnológica (Ceitec); Tiojium Metolina, presidente do SETRANS, Hiroyuki Minami, secretário de Desenvolvimento Econômico de São Bernardo do Campo
read more
Notícias

Empresas podem emitir Darf Avulso no caso de não fechamento completo da folha no eSocial

no thumb

A Receita Federal do Brasil (RFB) informou, em seu site, que, excepcionalmente, para o período de apuração de agosto de 2018, as empresas que por questões técnicas não concluírem o fechamento da folha de pagamento no eSocial ou não constituírem os créditos tributários por meio da Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais Previdenciários e de Outras entidades e Fundos (DCTFWeb) poderão recolher as contribuições previdenciárias de que trata o art. 6º da Instrução Normativa RFB nº 1.787/2018, não incluídas na DCTFWeb, mediante emissão de Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf) Avulso por meio do sistema SicalcWeb.

Segundo a RFB, as contribuições previdenciárias declaradas na DCTFWeb devem ser recolhidas mediante Darf numerado emitido pelo programa gerador da DCTFWeb.

Para mais informações, clique aqui.

Fonte: Informe CNT – 14/09/2018

read more
Notícias

Critérios e condições para o empregador compensar créditos e débitos do FGTS

no thumb

O Ministério do Trabalho (MTb) publicou a Resolução nº 896, de 11 de setembro 2018, do Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (CCFGTS), que dispõe sobre a compensação entre créditos do empregador, decorrentes de depósitos relativos a trabalhadores não optantes do regime do FGTS e débitos resultantes de competências em atraso.

A resolução autoriza o Agente Operador do FGTS a realizar a compensação automaticamente quando o empregador figurar como devedor do FGTS, com crédito fundiário lançado por notificação de débito emitida por Auditor-Fiscal do Trabalho e definitivamente constituída em qualquer rubrica ou esfera, e também realizar o parcelamento de FGTS e/ou Inscrição em Dívida Ativa, caso haja saldo de contas vinculadas do FGTS, individualizadas por empregado não optante do regime do FGTS.

Veja a íntegra da Resolução nº 896/2018, que entrou em vigor na data de sua publicação no Diário Oficial da União (DOU), no último dia 12 de setembro.

Fonte: Informe CNT – 14/09/2018

read more
Notícias

Sest Senat: 25 anos transformando vidas

no thumb

SEST SENAT completa, nesta sexta-feira (14), duas décadas e meia de prestação de serviços de excelência ao setor de transporte.

“Na minha empresa, por conta dos cursos que fiz, me tornei uma referência. O SEST SENAT transformou minha vida. Isso me valoriza como profissional. No SEST SENAT, eu me sinto mais em casa do que na minha própria casa”, Anderson de Andrade, 40 anos, caminhoneiro de Cariacica (ES).

“Se hoje eu estou de pé, andando, eu devo isso, em grande parte, ao fisioterapeuta do SEST SENAT. Graças a ele, posso carregar meu filho no colo. Eu posso falar que renasci”, Ricardo Gomes Costa Júnior, 38 anos, motorista autônomo de Rio Claro (SP), que sofreu um acidente.

As histórias de Anderson e de Ricardo se confundem com a história do SEST SENAT. A instituição, há 25 anos, tem transformado a vida de milhões de profissionais do transporte, seus dependentes e a comunidade em geral. Criado em 14 de setembro de 1993, pela Lei nº 8.706/93, o SEST SENAT hoje é referência na prestação de serviços de qualificação profissional e de assistência à saúde.

Os resultados alcançados nesse período comprovam isso. São mais de 118 milhões de atendimentos realizados dentro dos programas de promoção social e de desenvolvimento profissional. Para os trabalhadores do transporte e seus dependentes, os serviços são gratuitos.

“Em 1993, colocamos em prática um plano ousado de criar uma rede nacional de desenvolvimento profissional, com assistência social para os trabalhadores do transporte. Os resultados que alcançamos nessas mais de duas décadas superam as expectativas do projeto inicial. O SEST SENAT é uma conquista dos trabalhadores e dos transportadores brasileiros, pois vem contribuindo decisivamente para profissionalizar e modernizar o setor”, declara o presidente dos Conselhos Nacionais do SEST e do SENAT, e da CNT, Clésio Andrade.

Capacitação profissional

As ações de desenvolvimento profissional estão voltadas para a formação e a qualificação de mão de obra. Os treinamentos possibilitam aos trabalhadores do transporte exercerem suas funções em um mercado cada vez mais exigente, que demanda profissionais altamente qualificados para atuarem nas diversas funções da atividade transportadora, tanto de cargas como de passageiros.

O SEST SENAT disponibiliza treinamentos utilizando modernas tecnologias, como os simuladores híbridos de direção, já instalados em 93 unidades operacionais. “O simulador veio não para ensinar a gente a dirigir, mas para mostrar os erros que cometemos. Esse treinamento nos orienta, nos reeduca, nos permite dirigir de forma mais segura”, afirma Jairles Alberto, motorista do transporte urbano em Belém (PA).

O simulador faz parte da metodologia de ensino utilizada em vários projetos de qualificação profissional do SEST SENAT, como a Escola de Motoristas Profissionais e o projeto de Qualificação para Cobradores.

O portfólio de cursos da instituição disponibiliza mais de 650 conteúdos, entre presenciais e a distância. Desde a criação, o programa de desenvolvimento profissional já registrou mais de 24,9 milhões de atendimentos. “O SEST SENAT tem o grande potencial de transformar a vida das pessoas como tem feito comigo. Os profissionais, altamente capacitados, nos auxiliam naquilo que precisamos estar atentos para chegar a uma grande empresa”, Jimi Eric Honorato de Andrade, técnico de manutenção aeronáutica em Brasília (DF).

O SEST SENAT também investe na capacitação gerencial do setor de transporte. Em parceria com o ITL (Instituto de Transporte e Logística), a instituição oferece especializações para gestores de todos os modais dentro do Programa Avançado de Capacitação do Transporte.

Qualidade de vida

No programa de promoção social, os atendimentos já somam mais de 93,7 milhões. São desenvolvidas ações voltadas para a melhoria da qualidade de vida dos trabalhadores do setor de transporte, como atendimentos nas áreas de saúde, nas especialidades de odontologia, fisioterapia (com foco na prevenção dos problemas na coluna), nutrição (voltado para educação alimentar dos trabalhadores) e psicologia (prevenção ao uso de álcool e drogas).

“Eu fiz uma consulta com o fisioterapeuta e ele me ensinou a sentar adequadamente no banco do carro. Isso foi muito importante para mim”, conta Ruan Diego Soares, taxista em Belém (PA). Josenildo de Souza, de 56 anos, é motorista de caminhão em Brasília (DF) e frequentador assíduo da unidade do SEST SENAT na capital federal. “Brinco que sou mais antigo que os funcionários”, diverte-se ele. Feliz com os resultados do tratamento odontológico realizado gratuitamente, ele destaca a qualidade do atendimento. “É impressionante o cuidado que eles têm com a gente. Tratam a todos sem distinção.”

E para o cuidado com a saúde ser completo, o SEST SENAT também estimula a prática de atividades físicas entre os trabalhadores do transporte. Em todo o país é possível praticar diversas modalidades esportivas. Algumas ações extrapolam a área física das unidades operacionais, como é o caso do Circuito SEST SENAT de Caminhada e Corrida de Rua, iniciado em 2014. Aproximadamente 150 mil pessoas já participaram das etapas realizadas em todo país. Neste ano, 17 cidades recebem o Circuito.

Exemplo de sucesso também é a Copa SEST SENAT de Futebol Society. O campeonato, voltado exclusivamente para trabalhadores do transporte, está em sua sétima edição. Desde 2012, aproximadamente 40 mil trabalhadores do transporte participaram da competição. A edição deste ano já está na fase das oitavas de final. A semifinal e a grande final estão previstas para 21 e 22 de outubro, em Pelotas (RS).

Trabalho reconhecido

O SEST SENAT tem o potencial de ser um indutor do desenvolvimento regional e colaborar para a dinamização das economias nos locais onde as unidades estão instaladas. Essa é a percepção do diretor de administração da Sudene (Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste), Antônio Ribeiro. Segundo ele, o SEST SENAT atende a uma necessidade latente de formação profissional no setor de transporte, além de realizar um importante trabalho na promoção social, o que é fundamental para aumentar a competitividade do país.

“No Nordeste, essa realidade é ainda mais significativa por se tratar de uma região com déficits maiores que as outras do país. Na medida em que vão interiorizando essas ações, isso ajuda a reduzir as carências sérias que ainda persistem na região. Ajuda na empregabilidade e na competitividade e também tem todo esforço no campo social. Onde quer que essas unidades estejam instaladas, elas dinamizam as atividades locais.”

Quem atesta essa percepção é a chefe do departamento de recursos humanos da Transportadora Fassina, de São Vicente, no litoral de São Paulo, Rose Fassina. Para ela, a implementação da unidade no município ressignificou o mercado de trabalho local. “Havia uma carência de motoristas capacitados. Antes da chegada do SEST SENAT, existia uma escassez grande de profissionais. Tínhamos clientes e serviços, mas não tínhamos motoristas. A partir de um projeto da entidade de identificar e treinar potenciais motoristas no mercado local, pudemos contratar muitas pessoas. Só aqui, na empresa, há pelo menos 25 motoristas treinados pelo SEST SENAT”.

Em Recife (PE), a atuação do SEST SENAT também colaborou para incrementar o mercado para os transportadores. O assessor-executivo do Grupo Pedrosa-Transcol-São Judas Tadeu, Marcelo Bandeira, registra que todos os empregados se sentem privilegiados por terem o suporte do SEST SENAT, seja na capacitação técnica, seja na garantia do bem-estar dos profissionais. O grupo é responsável pelo transporte urbano de Recife e região.

“A unidade do SEST SENAT trouxe a real possibilidade de formação profissionalizada. Na região, havia muitos motoristas sem a bagagem técnica necessária para o desempenho correto das funções. Desde a chegada da instituição, esse quadro mudou radicalmente. Participamos de todas as capacitações possíveis e, mais recentemente, temos aproveitado muito o simulador.” Para ele, a capacitação oferecida pela unidade proporciona às transportadoras redução de custos, aumento da eficiência operacional, melhoria do relacionamento com órgãos fiscalizadores e novas oportunidades de negócios.

Expansão

Atento às necessidades do mercado, o SEST SENAT iniciou em 2017 um projeto de expansão da sua rede de unidades. Desde dezembro do ano passado, dez novas unidades já foram inauguradas no país. Os projetos das novas unidades contam com inovações que contemplam diretrizes para o alto desempenho ambiental, garantindo mais conforto aos usuários. As novas instalações estão recebendo sistema de captação de energia solar e iluminação de LED, que aumentam a eficiência energética. De acordo com os cálculos desenvolvidos pela equipe de engenharia do SEST SENAT, as iniciativas garantem uma redução de 30% a 40% no consumo de energia.

A expectativa é ter mais de 200 unidades em funcionamento nos próximos dois anos. Todas elas equipadas com tecnologia de ponta para oferecer atendimentos com ainda mais qualidade aos trabalhadores do transporte. “Nossa meta é contribuir cada vez mais para o crescimento e a valorização do setor de transporte no Brasil. Estou orgulhoso do caminho que percorremos até aqui e entusiasmado com o futuro que projetamos para o setor”, afirma Clésio Andrade.

Fonte: Sest Senat – 14/09/2018

read more
Notícias

Dia do Transportador: Participe da palestra sobre a indústria automobilística e os reflexos na economia.

dia dos transportador

O presidente da Associação Nacional de Fabricantes Automotores (Anfavea), Antonio Carlos Botelho Megale, participará do Programa Ação ABC Empresarial do SETRANS, na próxima segunda-feira (17/9), na sede da entidade.  Na mesma data é comemorado o Dia Nacional do Transportador Rodoviário de Carga.

O executivo fará palestra sobre Os Desafios da Indústria Automobilística e os Reflexos na Economia.

Parceria

O Programa Ação ABC Empresarial tem o apoio e parceria das seguintes empresas: Man Latin America; Iveco Latin America; SNS Serviços; DSS Informática; Guia do Transportador, Mercedes-Benz, Trade Vale Corretora de Seguros, Sighra Tecnologia em Rastreamento e Scania/Codema.

Mais informações e confirmação de presença: e-mail administracao@setrans.com.br ; telefone (11) 4330-4800.

Fonte: SETRANS – 12/09/2018

read more
Notícias

ANTT convoca audiência sobre implementação da política pisos mínimos do TRC

temer

A ANTT publicou, no Diário Oficial, abertura de audiência pública sobre implementação de medidas administrativas, coercitivas e punitivas necessárias ao fiel cumprimento da Política Nacional de Pisos Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas.

O período para o envio de contribuições é das 10h do dia 10 de setembro de 2018 às 18h do dia 10 de outubro de 2018.

A Sessão Pública Presencial será realizada na forma a seguir:

Sessão Pública: Brasília – DF

Data: 09 de outubro de 2018

Horário: 14h às 18h (horário de Brasília)

Local: Auditório do Edifício Sede da ANTT

Capacidade: 300 pessoas

Endereço: SCES Trecho 3, Lote 10 – Polo 8 do Projeto Orla, Brasília – DF

As informações específicas sobre a matéria, bem como as orientações acerca dos procedimentos aplicáveis à participação da sociedade civil na Audiência Pública nº 012/2018 estarão disponibilizadas, em sua integralidade, no site www.antt.gov.br. Informações e esclarecimentos adicionais poderão ser obtidos por meio do e-mail: ap012_2018@antt.gov.br.

Fonte: NTC&Logística – 12/09/2018

read more
Notícias

Autopeças faturam 20,3% a mais no acumulado do ano

auto peças

O faturamento do setor de autopeças registrou alta de 20,3% no acumulado de janeiro a julho. O crescimento nestes sete meses ocorreu em todos os canais de vendas do setor. As entregas para as montadoras aumentaram 19,4% no período. Para o mercado de reposição o crescimento foi de 16,7%.

Os números foram divulgados pelo Sindicado Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças).

Ainda no período de janeiro a julho, as exportações aumentaram 28,9% quando analisadas em reais e 18,2% quando em dólares. Na análise de julho isoladamente, o Sindipeças informa que os efeitos da crise argentina e a retração em alguns mercados europeus e africanos resultaram em queda de 3,8% ante junho nos embarques em reais e de 5,2% em dólares.

Capacidade instalada e empregos

O mês de julho atingiu outro pico na utilização da capacidade instalada, 71%, repetindo o resultado de março. O melhor mês do ano foi fevereiro, com 73% de utilização. De acordo com o Sindipeças, na comparação com o período de janeiro a julho de 2017 a ociosidade nas empresas do setor recuou 7,2%. Como consequência, o emprego nacional na cadeia de autopeças cresceu 9% na mesma comparação.

Fonte: Automotive Business – 12/09/2018

read more
Notícias

Rio de Janeiro é primeiro estado a disponibilizar placas padrão Mercosul

placa rio

O Rio de Janeiro é o primeiro estado do Brasil a disponibilizar as placas padrão do Mercosul, que unificam o modelo já utilizado na Argentina e no Uruguai. Todos os Detrans (Departamentos de Trânsito) do país estão em processo de homologação para introdução do novo modelo de placa desde 1º de agosto de 2018, mas ainda não ofertam o emplacamento no novo padrão.

A expectativa é que isso facilite a circulação nos países do Mercosul e amplie a segurança por combater fraudes e clonagens. A implementação do novo modelo foi definida em 2011. Para o Brasil se adequar, foi necessária a união do Sistema Nacional de Trânsito.

Todas as placas terão QR Code e há previsão, também, de se adotar chip. A troca não será obrigatória para todos os veículos. Quem quiser trocar a placa voluntariamente ou realizar operações que envolvam novas placas já receberá o modelo Mercosul. As operações são: emplacamento de carros zero quilômetro; transferências de propriedade, de jurisdição e de município; além de alteração de categoria de direção.

Segundo informações dos órgãos que atualmente credenciam as empresas fabricantes/estampadoras, não há um tabelamento nos preços das placas veiculares. No estado do Rio de Janeiro, por exemplo, a nova placa terá o mesmo preço da placa antiga.

Além do QR Code, outro item de segurança da nova placa é a marca d´água com o nome do país e do Mercosul, que evita a falsificação, praticamente impossibilita a clonagem e estará grafada na diagonal ao longo das placas. No Brasil, a placa terá uma tira holográfica do lado esquerdo e um código bidimensional que conterá a identificação do fabricante, a data de fabricação e o número serial da placa.

O Brasil tem uma frota registrada de, aproximadamente, 97 milhões de veículos. Isso corresponde a mais de 80% dos veículos do Mercosul, formado por Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai. A Venezuela também compõe o bloco, mas, atualmente, o país está suspenso.

Fonte: Agência CNT de Notícias – 11/09/2018

read more
Notícias

EPL e BNDES assinam acordo para projetos de infraestrutura de transportes

bndes

Dez projetos rodoviários já foram selecionados e totalizam, juntos, investimentos em 5.679 quilômetros.

A EPL (Empresa de Planejamento e Logística) e o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) assinaram, nessa segunda-feira (10), um acordo de cooperação técnica para realizar a estruturação de projetos de infraestrutura de transportes.

O acordo permite que a EPL receba recursos do BNDES para realizar estudos que viabilizem concessões de infraestrutura de transportes e outras formas de parceria com a iniciativa privada.

Serão priorizados projetos que tenham capacidade de resolver gargalos logísticos que restringem a capacidade produtiva do país. Os empreendimentos podem ser rodoviários, ferroviários, dutoviários, aquaviários e aeroviários.

Até o momento já foram pré-selecionados para análise pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil e pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão dez projetos de rodovias, totalizando 5.679 quilômetros.

Os projetos a serem estruturados serão definidos por um grupo de trabalho formado por profissionais da EPL e do BNDES.

Com informações da EPL

Fonte: Agência CNT de Notícias – 11/09/2018

read more
Notícias

ANTT quer multa de R$ 5 mil para transporte de carga abaixo da tabela

multa

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) informou hoje (10) que estuda aplicar multa de R$ 5 mil por viagem àqueles que contratarem transporte rodoviário de carga com valor inferior ao disposto pela Agência. A ANTT disse estudar também a aplicação de R$ 3 mil para quem anunciar ou intermediar a contratação de frete com valor inferior ao piso mínimo.

As propostas constam de audiência pública, aprovada pela agência regulatória na semana passada, cuja documentação foi apresentada nesta segunda-feira (10) pela ANTT. Segundo a agência reguladora, a audiência “tem o objetivo de discutir medidas adicionais para garantir o cumprimento dos pisos mínimos de frete”.

As sugestões à proposta apresentada poderão ser enviadas até as 18h do dia 10 de outubro, por meio de formulário disponível no site da ANTT, por via postal ou durante a sessão pública de audiência, que ocorre no dia 9 de outubro, na sede da ANTT, em Brasília (DF).

Na última quarta-feira (5), a ANTT publicou alterações na tabela de frete mínimo, após o reajuste, no dia 31 de agosto, de 13% no preço do diesel nas refinarias. A tabela considera o preço mínimo por quilômetro, eixo e carga transportada, além dos custos.

Política nacional

A Lei 13.703, de 2018, que instituiu a Política Nacional de Pisos Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas, prevê que uma nova tabela com frete mínimo deve ser publicada quando houver oscilação superior a 10% no preço do óleo diesel no mercado nacional.

A política foi uma das reivindicações dos caminhoneiros que paralisaram as estradas de todo o país em maio. A lei especifica que os pisos mínimos de frete deverão refletir os custos operacionais totais do transporte, definidos e divulgados nos termos da ANTT, com priorização dos custos referentes ao óleo diesel e aos pedágios.

De acordo com a legislação, a ANTT publicará duas vezes por ano, até os dias 20 de janeiro e 20 de julho, uma norma com os pisos mínimos referentes ao quilômetro rodado por eixo carregado, consideradas as distâncias e as especificidades das cargas, bem como planilha de cálculos utilizada para a obtenção dos pisos mínimos. A norma será válida para o semestre em que for editada. Uma primeira tabela foi publicada pela ANTT em maio.

Fonte: Agência Brasil – 10/09/2018

read more
1 2 3 102
Página 1 de 102