O Porto de Santos inicia o ano com o expressivo crescimento de 16% na movimentação de cargas (10,6 milhões de toneladas), atingindo a maior marca para o mês de janeiro, decorrente, principalmente, dos embarques de celulose, milho e soja.

Os granéis sólidos tiveram alta de 29,8% sobre o mesmo período de 2021, devido aos embarques de soja e milho. Os granéis líquidos também tiveram um bom desempenho, com alta de 8,6%, destacando-se as operações de óleo combustível e soda cáustica. A carga geral solta cresceu 63%, devido ao aumento verificado nos embarques de celulose, ferro e aço, garantindo a melhor marca para o mês de janeiro.

Nas exportações, os embarques de 655 mil toneladas de celulose (+72%), de 1,0 milhão de toneladas de milho (+67%), bem como de 1,3 milhão de toneladas de soja (+51,2%), foram destaque na performance verificada no mês.  Nas importações, destaque para o desembarque de 767 mil toneladas de fertilizantes, crescimento de 9,8%.

As operações de cargas conteinerizadas somaram 384,1 TEU (contêiner de 20 pés), aumento de 2,5% em relação a janeiro de 2021, atingindo a melhor marca histórica para esse mês, evidenciando a continuidade da tendência de crescimento verificada no ano passado.

O diretor-presidente da Santos Port Authority (SPA), Fernando Biral, ressalta a importância da implantação, na região do Saboó, do novo terminal STS 10 que será destinado à movimentação de contêineres. “Esse será o maior leilão da história do setor portuário, que envolverá investimentos estimados em R$ 3,29 bilhões e capacidade para, no mínimo, 1,9 milhão de TEU”, afirma. A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) realizará entre 08 de março e 21 de abril a consulta e audiência públicas para obter contribuições e aperfeiçoamentos para a licitação do STS 10.

Em janeiro, atracaram no Porto de Santos 379 navios, um crescimento de 9,9% sobre o fluxo de navios do mesmo período do ano passado.

Balança Comercial – A participação do Porto de Santos na corrente comercial brasileira atingiu 28,3% em janeiro 2022. A China respondeu por 26,8% das transações comerciais do Brasil com o exterior que passaram pelo complexo portuário de Santos. São Paulo foi o estado com maior participação (53%) nas transações comerciais com o exterior por meio do Porto de Santos.

Fonte: Santos Port Authority